Ortopedista dá dicas para evitar dores nas viagens longas

Ortopedista dá dicas para evitar dores nas viagens longas

O começo do ano é para muitas pessoas o momento de tirar férias e viajar. Dependendo da distância percorrida de carro para chegar ao destino, é preciso tomar alguns cuidados para que a viagem não resulte em dores nas costas, nos ombros e nas pernas, principalmente para quem está dirigindo.

Segundo Luciano Martins, médico ortopedista da Unimed Costa Oeste, passar horas na mesma posição em carro, ônibus ou avião pode resultar em dores locais e em casos mais graves o surgimento da trombose nos membros inferiores.

O especialista dá dicas para evitar esses problemas:

No carro

Segundo Martins, nas viagens de carro o ideal é fazer paradas curtas. “Fazer pausas a cada três horas para uma caminhada é o ideal. A dica é fazer alongamentos em pé e fora do carro, isso alivia tensões e previne dores”, diz. Outra dica do ortopedista é manter o banco do veículo em uma posição que o passageiro fique com a postura reta e consiga movimentar mãos, braços, pés e pernas.

No ônibus

Em viagens de ônibus, o especialista orienta que a cada parada, mesmo que não exista a vontade de comer, beber ou ir ao banheiro, o passageiro desça para se movimentar e se alongar.

No avião

De acordo com o médico, em viagens longas de avião o indicado é que o passageiro faça uma caminhada pela aeronave a cada três horas, além do alongamento dos membros superiores e inferiores. “Mesmo sentado, os passageiros devem movimentar mãos e pés e se optarem por dormir, a opção é usar um apoio para o pescoço”, completa.

Motoristas

Para cada quatro horas ininterruptas na direção, é preciso que o motorista faça uma pausa de 30 minutos. Além disso, é importante que ele saia do veículo e alongue braços, pernas, ombros e costas. “Enquanto estiver sentado, a atenção deve estar na postura: manter a coluna apoiada no encosto e os braços semiflexionados. Deixar os pés a uma distância apropriada dos pedais também impedem esforços desnecessários que podem atingir até a coluna”, acrescenta Martins.

Fonte: Portal Bolsa de Mulher

  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • CAPTCHA Image
    Refresh Image