Pesquisa destaca papel da mulher na agricultura familiar

Pesquisa destaca papel da mulher na agricultura familiar

Investigar qual o papel das mulheres nas famílias inseridas na agricultura familiar na região de Santarém foi o objetivo do programa de pesquisa Condições Sociais de Vida das Mulheres em Santarém, vinculado à Ufopa e à Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenado pela Profa. Delma Pessanha Neves. Por meio do programa, ela e um grupo de professores e estudantes, vinculados à Ufopa e à UFF, atuaram junto a membros de famílias localizadas em bairros de Santarém e comunidades às margens dos rios Tapajós e Arapiuns, além da comunidade do Lago Grande. A pesquisa visa a saber como as mulheres contribuem para o bem-estar das famílias.

Motivada pelo anseio de representantes do Conselho Municipal das Mulheres em Santarém, o grupo investigou o cotidiano das mulheres. Diante da realidade de que boa parte do trabalho feminino, no ambiente familiar, ainda não é remunerado, a pesquisadora conta que “desejava aprofundar o conhecimento sobre as condições sociais de vida do segmento populacional que elas representam, considerando as distinções socioambientais da população que vive na zona urbana e rural”, explica Pessanha.

A compreensão dos modos de negociação e convergência de interesses comuns construídos pelas famílias que participaram do estudo incidiu, de acordo com a pesquisadora, no entendimento das formas como as mulheres criam recursos para, no espaço de residência e de redes de pertencimento, produzir algum tipo de rendimento financeiro. “Tal investimento reconhecia as atividades produtivas não remuneradas, no quadro da imediata reprodução familiar, e aquelas remuneradas, realizadas na residência e circunvizinhança ou por integração a outras unidades de trabalho dos setores de beneficiamento de produtos, comércio e serviços”.

A partir dos resultados, a pesquisadora destaca a importância do papel exercido pelas mulheres na reprodução do grupo familiar e no investimento para dotar os filhos de atributos sociais propícios ao que elas e familiares consideram melhorias de condições sociais de vida, tanto materiais - a exemplo de habitação e meios de transporte - e também sociais, entendidas como vínculos de trabalho, formação profissional e acesso a serviços e bens de consumo. Todos esses atributos, segundo a pesquisa, são valorados como fundamentais ao sistema de prestígio local. “Os resultados alcançados permitem à população de Santarém conhecer e refletir sobre o papel que tiveram as famílias de agricultores de origem local e migrante, os desdobramentos dessas formas de instalação, hoje com grandes repercussões na constituição do tecido urbano centralizado e periférico”, considera.

Publicação

De acordo com Delma Pessanha, até o momento, um dos três volumes projetados para a coleção "Mulheres em Santarém: Alternativas de Vida", foi publicado. O primeiro volume ("Mulheres e mercado de trabalho: afiliações e conquistas"), pode ser adquirido por contato direto com a editora Alternativa, Niterói, RJ: alternativaeditora@gmail.com.

A aquisição do exemplar também pode ser solicitada à coordenadora da pesquisa via e-mail: delmapneves@gmail.com ou mllblues@yahoo.com.br.

 

Fonte: Talita Baena – Comunicação/Ufopa

  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • CAPTCHA Image
    Refresh Image