Açúcar/EUA: departamento de justiça contesta aquisição da Imperial Sugar pela U.S. Sugar
24-11-2021

Washington - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos entrou com uma ação antitruste contestando a proposta de aquisição da Imperial Sugar pela U.S. Sugar, argumentando que o negócio levaria consumidores e empresas a pagar mais por açúcar refinado. A ação, aberta na terça-feira em um tribunal federal de Delaware, é o quarto grande processo do departamento contestando fusões e aquisições nos últimos meses. O governo do presidente Joe Biden vem cumprindo a promessa de adotar uma postura mais dura contra a consolidação em diversos setores.

A empresa de capital fechado U.S. Sugar, que tem sede em Clewiston, na Flórida, possui mais de 81 mil hectares de cana-de-açúcar no Estado. Em março, a companhia anunciou um acordo para comprar a Imperial Sugar da Louis Dreyfus Company. O negócio foi avaliado em cerca de US$ 315 milhões, de acordo com a ação do Departamento de Justiça.

O departamento alega que o negócio deixaria a maior parte das vendas de açúcar refinado no Sudeste do país nas mãos de apenas duas empresas, o que reduziria a concorrência e resultaria em preços mais altos.

"U.S. Sugar e Imperial Sugar já são empresas de bilhões de dólares e estão buscando consolidar ainda mais uma já confortável indústria de açúcar", disse o novo chefe antitruste do departamento, Jonathan Kanter, que obteve a confirmação do Senado na semana passada.

A U.S. Sugar e a Louis Dreyfus não responderam imediatamente a pedidos para comentar o assunto. Quando anunciaram o acordo, as companhias disseram que o negócio elevaria a oferta de açúcar, com aumento da produção e redução de custos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Do site: Broadcast