Biosev alavancou a produtividade fazendo o “arroz com feijão” bem feitovoltar

Publicado em : 02/12/2016

Nas unidades da Biosev como um todo, houve crescimento de 22% na média da produtividade agrícola. Somente considerando o polo Ribeirão Preto, o incremento foi superior a 25%. Já no polo Leme a produtividade já está atingindo a casa dos três dígitos. E no Mato Grosso do Sul, a produtividade está em crescimento contínuo.

A empresa tem cerca de 340 mil hectares de áreas próprias, com unidades em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Paraíba.

O objetivo da Biosev é continuar neste ritmo de crescimento da produtividade. Além disso, segundo o engenheiro agrônomo e diretor agrícola da companhia, Ricardo Lopes, a meta é atingir nos próximos dois anos 12 mil kg de ATR por hectare.

Para obter estes resultados, de acordo com Lopes, as estratégias da Biosev estão calcadas no “arroz com feijão” bem feito. Quatro pilares sustentam a busca pela melhoria da produtividade agrícola e, consequentemente, da rentabilidade: Planejamento Varietal, Boas Práticas Agronômicas, Melhoria da Eficiência, e Uso de Tecnologias. Ele apresentou os trabalhos desenvolvidos pela empresa em cada uma destas áreas ontem, durante o 15º Seminário sobre Produtividade & Redução de Custos – evento que reuniu mais de 350 profissionais do setor sucroenergético no Centro de Convenções de Ribeirão Preto.

“A Santa Elisa é hoje um grande exemplo de mudança”, diz Dib Nunes, diretor do Grupo IDEA. “É um exemplo agressivo, atacando vários pontos ao mesmo tempo. Desta forma, é impossível não dar resultado”, acrescenta.

Na safra 2016/17, a Biosev vai moer até 20 de dezembro; já o ciclo 2017/18 começa na primeira quinzena de março de 2017.

Veja mais notícias na Revista CanaOnline, visualize no site ou baixe grátis o aplicativo para tablets e smartphones – www.canaonline.com.br.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •