Cana pressiona e preços agropecuários sobem na 3ª semana de junho
09-07-2019

Ao emplacar alta por oito semanas consecutivas, cana-de-açúcar reverte a tendência descendente e IqPR volta a subir

Por: Paloma Minke

O índice que mede a variação dos preços recebidos pelos produtores paulistas (IqPR) registrou alta de 0,74% na terceira quadrissemana de junho de 2019. O encerramento do ciclo de baixa do IqPR, que se prolongou por sete semanas, é resultado da nova alta nos preços da cana-de-açúcar (+2,88%), que vem se recuperando nos últimos dois meses e já emplaca 6,58% de aumento nos últimos 12 meses. Os dados, divulgados pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, são parte de um levantamento realizado regularmente pelo Instituto de Economia Agrícola.

Dos produtos que compõem o índice, 10 apresentaram alta de preços e 9 tiveram queda, dentre os que sofreram majoração positiva destacaram-se: a carne suína (13,34%), o tomate para mesa (10,89%), o amendoim (7,25%) e a soja (6,01%). Para a carne suína, a expansão da demanda chinesa provocada por epidemia no rebanho do país asiático desequilibrou o mercado interno brasileiro, o que reduziu a oferta doméstica e reajustou os preços, explicam Eder Pinatti e Danton Leonel de Camargo Bini, pesquisadores do IEA.

Já os produtos que mais reduziram seus preços foram: banana nanica (25,66%), laranja para mesa (21,42%), feijão (15,74%) e laranja para indústria (7,65%).

Para ler o artigo na íntegra e consultar as tabelas e gráficos, com informações sobre os 19 produtos que compõem o índice, clique aqui.

Por: Nara Guimarães


Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo