Dedini já pagou mais da metade dos débitos trabalhistasvoltar

Publicado em : 06/12/2017
Dedini já pagou mais da metade dos débitos trabalhistas

A Dedini Indústrias de Base já pagou valor substancial dos débitos da classe trabalhista, conforme o definido no seu Plano de Recuperação Judicial. Além disso, a empresa está cumprindo os pagamentos mensais previamente definidos, incluindo o rateio das verbas provenientes da venda do terreno do estacionamento do Shopping Piracicaba, de mais de R$ 20 milhões.

A informação é de Alexandre Temerloglou, da Siegen, consultoria independente que assessora a Dedini na Recuperação Judicial. “Ao contrário do que foi dito, os resultados dos leilões judiciais de dois prédios industriais da Dedini - a unidade de refratários, em Piracicaba, e a planta da Codistil, em Jaboatão dos Guararapes (PE), - encerrados esta semana, não configuram fracasso da Recuperação Judicial. Há outras alterativas sendo trabalhadas pela empresa para saldar os débitos com a classe trabalhista dentro do prazo”, ressalta.

Segundo o consultor, apesar de não ter ocorrido a venda, existem interessados em compras parciais dos ativos que foram a leilão e a empresa vai pedir autorização ao juiz para realizar esse tipo de negócio, em havendo proposta formal.

Além disso, Temerloglou informa que Dedini trabalha para desbloquear outros recursos, com valores acima de R$ 10 milhões, que também vão ajudar na quitação dos débitos até fevereiro de 2018, prazo legal para o cumprimento do acordo com a classe trabalhista. “A Dedini não tem medido esforços para honrar seus compromissos”, ressalta.

PLANO - A aprovação do Plano de Recuperação Judicial da Dedini Indústrias de Base foi homologada pelo juiz Marcos Douglas Veloso Balbino da Silva da 2ª Vara Cível de Piracicaba no dia 15 de fevereiro deste ano. A proposta, que havia sido aprovada por credores em assembleia realizada dia 19 de setembro de 2016, é um marco para a solução de problemas deflagrados pela crise que atingiu uma das mais importantes empresas do setor sucroalcooleiro e energético do mundo.

A proposta básica do Plano de Recuperação Judicial aprovado é pagar integralmente, já no primeiro ano, os créditos trabalhistas. Também no primeiro ano, e com valor integral, seriam pagas as rescisões trabalhistas extraconcursais.

A Dedini acrescentou à sua capacidade de liquidação dos passivos, ativos de sua propriedade de forma a acelerar a liquidação dos mesmos.

 


Fonte: Toda Mídia Comunicação
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •