Embrapa está construindo os dois maiores lisímetros do Brasil
13-01-2021

Foto: Embrapa Divulgação
Foto: Embrapa Divulgação

Estão em fase de instalação dois lisímetros, nome dado ao equipamento utilizado para medir o consumo de água dos cultivos agrícolas, como explica o pesquisador Danilton Luiz Flumignan, da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS).

Quando estiverem concluídos, serão os maiores do Brasil e estarão entre os maiores do mundo. Os lisímetros são do tipo pesagem direta, terão aproximadamente 35 toneladas, com cerca de 20 m² (cada). Os dois equipamentos vão contribuir com as pesquisas da Unidade, relacionadas ao uso de água em sistemas de produção agropecuários irrigados e sem irrigação.

"Trata-se de um tanque, instalado no campo, preenchido internamente com solo do próprio local e que conta com um sistema de pesagem, o qual monitora a variação da massa do mesmo. Com este monitoramento obtém-se o consumo hídrico, tecnicamente chamado de evapotranspiração", explica Flumignan.

Ele informou ainda que esses lisímetros estão inseridos no contexto das pesquisas relacionadas ao Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) e também do portfólio 'Agricultura Irrigada' da Embrapa, através da busca por soluções que estejam alinhadas ao desafio de inovação da Embrapa Agropecuária Oeste que consiste em apresentar soluções que podem "aumentar a eficiência do uso de água em sistemas agrícolas irrigados de grãos, hortaliças, frutíferas e gramíneas".

Erica Alves da Silva Bonin, chefe adjunta de Administração, informa que o projeto foi contratado com recursos da Embrapa, através de um esforço da Chefia, junto a Diretoria Executiva da instituição, que possibilitou a viabilização do recurso para a obra de construção civil no valor de R﹩ 144,7 mil. "Essa construção vai gerar inúmeros benefícios para a pesquisa. É um grande avanço", comemora Erica.

Agroclima PRO

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda? Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra.

Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações.

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Assessoria de Comunicação da Climatempo