Etanol tem 10ª queda seguidavoltar

Publicado em : 04/04/2014
Etanol tem 10ª queda seguida

Os preços do etanol hidratado voltaram a cair segundo os índices medidos pela Esalq/BVMF. Esta foi a 10ª queda seguida. O último aumento nos preços do biocombustível ocorreu em 20 de março, de lá para cá, o etanol hidratado já desvalorizou 9,92%.

Ontem (3) as usinas paulistas negociaram o biocombustível a R$ 1.235,00 o metro cúbico, queda de 0,25% sobre os preços praticados no dia anterior. Em 20 de março o hidratado era vendido a R$ 1.357,50 o metro cúbico, ainda segundo a Esalq/BVMF.

Açúcar

Mesmo vivendo um cenário baixista os preços do açúcar voltaram a subir em todos os mercados nesta quinta-feira (3), depois de dias seguidos de queda. Segundo analistas ouvidos pelo jornal Valor Econômico de hoje (4), a alta é fruto de um "movimento técnico" praticado pelos principais comercializadores da commodity em todo o mundo.

Em Nova York os contratos para maio/14 fecharam com valorização de 21 pontos e negócios firmados em 17,18 centavos de dólar por libra-peso. Já em Londres, no mesmo vencimento, o açúcar valorizou 6,70 dólares, com negócios em US$ 460,20 a tonelada.

No mercado paulista a commodity também se valorizou, segundo índices medidos pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq). A saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida pelas usinas paulistas a R$ 52,08, alta de 0,60% perante os preços da véspera.

Na análise trazida pelo Valor Econômico lê-se: "apesar da valorização, o baixo nível da demanda global por açúcar cria um cenário "baixista" para as cotações, segundo Gabriel Elias, da consultoria Pharos. Nos dois primeiros meses do ano, o açúcar teve forte alta em decorrência da seca no Centro-Sul do Brasil, mas Elias diz que as chuvas de março recuperaram as perdas ocorridas na região".


Fonte: Udop (União dos Produtores de Bioenergia)
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •