Gestão sustentável de produtores de cana do estado de São Paulo superou as expectativas de comitiva internacional
28-01-2019

A visita foi uma ótima oportunidade para dar visibilidade aos produtores e desmistificar a produção de cana

Os representantes daWorld WildlifeFund, WWF United States (WWF-US), WWF-Brasil, da BioplasticFeedstock Alliance, Procter&Gamble, The Lego Group, Unilever e da RoundtableonSustainableBiomaterials (RSB), que visitaram, no final do último mês de setembro, produtores de cana no interior paulista, declararam que a expectativafoi superada.

“Eu não imaginava que a preocupação com a sustentabilidade na produção agrícola brasileira fosse tão grande. A experiência que tivemos foi muito boa e superou minha expectativa. Foi uma visita muito produtiva”, avaliou a gerente da The Lego Group, Maria Peterson, uma das integrantes da BioplasticFeedstock Alliance (BFA) que atua como um fórum pré-competitivo e multilateral focado em aumentar a conscientização sobre o desempenho ambiental e social de fontes potenciais de matérias-primas para plásticos de base biológica. Osmembros do BFA são: The Coca-Cola Company, Danone, Ford Motor Company, Nestlé, P & G, Unilever, The Lego Group, McDonald's Corporation e Target Corporation.

Annie Weisbrod, cientista de sustentabilidade da Procter&Gamble (P&G) declarou que a visita foi muito produtiva. Ela fez inúmeros questionamentos em todas as propriedades visitadas e disse que saiu satisfeita com o que viu. “Estou impressionada. Realmente o trabalho destes produtores me surpreendeu”, disse. Erin Simon, diretora de Pesquisa em Sustentabilidade da WWF, salientou não só o trabalho dos produtores, mas também a hospitalidade e boa vontade em explicar os detalhes dos processos que foram implementados e levaram à certificação. “Gostei muito da visita. Foi interessante e nos trouxe muito conhecimento”, resumiu Erin.

Laís Cunha, da WWF Brasil, chegou a ficar emocionada. A engenheira florestal não esperava ter a experiência que teve, com produtores preocupados não só com a subsistência econômica de suas propriedades, mas com a perpetuidade de suas terras. “Estou mesmo emocionada”, disse, após ouvir os projetos da produtora Paula Bellodi Santana, que, debaixo de um pé de macadâmia, contou para o grupo seus objetivos, que incluem um reflorestamento com um espaço destinado a um bem tão precioso: a água.

Celso Albano, gestor Executivo da Orplana - Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil, que acompanhou toda a visita, lembrou que o conceito de sustentabilidade é levado a sério pelos produtores regionais. “A vida da fazenda é mais longa do que a vida do fazendeiro”, pontuou em uma frase que vai ao encontro do que os produtores estão buscando, com atuação para garantir a longevidade do patrimônio de várias gerações.

Bruno Rangel, presidente da Socicana e tesoureiro da Orplana, reiterou que a Organização e a Associação não medem esforços para viabilizar certificações aos seus associados. “Foi um prazer poder mostrar ao grupo um trabalho que estamos desenvolvendo há bastante tempo e que tem obtido resultados satisfatórios. Nossos produtores se preocupam não só com a produção de qualidade, mas também com o atendimento à legislação e critérios de responsabilidade socioambiental. Daí,a importância do reconhecimento internacional”, comentou Bruno.

Áurea Nardini,gerente de Certificação da RSB, afirmou que a visita foi uma ótima oportunidade para dar visibilidade aos produtores e desmitificar a produção de cana-de-açúcar, mostrando que os produtores estão engajados com a produção sustentável. “A Socicana passou bem esse recado”, pontuou Áurea.

Veja matéria completa clicando no link: https://canaonline01.wixsite.com/especialcertificacao

Fonte: CanaOnline