“Jovem Aprendiz” é porta de entrada no setor em MG

O “Programa Jovem Aprendiz” realizado pelas usinas mineiras tem sido uma porta de entrada para vários jovens no setor sucroenergético que se destacam nos cursos e são aproveitados pelas empresas. Este foi o caso de Lethicia Cristina S. Barros, de 23 anos, que se candidatou em maio do ano passado a uma das oito vagas da primeira turma do Programa Jovem Aprendiz na Santa Vitória Açúcar e Álcool (SVAA), no Triângulo Mineiro, e foi contratada para o cargo de assistente de Relações Trabalhistas.

Formada em Recursos Humanos, ela ainda não tinha trabalhado na área de formação e enxergou no Programa da SVAA uma oportunidade para concretizar seu objetivo profissional: trabalhar com gente. Esforçada para ajudar financeiramente seus pais, o sonho de Lethicia, de 23 anos era seguir carreira numa grande empresa, onde pudesse obter conhecimento e crescer profissionalmente.

“Quando fui selecionada para o programa, foi uma felicidade enorme, mas ao mesmo tempo sabia que esta era somente o primeiro passo”, ressaltou Lethicia, que foi efetivada depois de completar o processo de aprendizagem por 13 meses. Dos oito participantes da primeira turma, ela foi contratada com mais dois outros estudantes como auxiliar administrativo e analista de Laboratório.

“Contratamos a Lethicia porque coincidiu de termos a vaga no setor, pelo destaque no curso e por acreditar no seu potencial”, comenta José Cláudio Canatto Ferracioli, supervisor de Relações Trabalhistas. Já aqueles que não são contratados ganham experiência e um aprendizado para toda a trajetória profissional, ressalta Lorena Borges, analista de Desenvolvimento Organizacional.

A SVAA conta com mais 40 participantes entre 14 e 24 anos em outras turmas do programa, abrangendo todas as áreas da empresa, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-Minas), para a área agrícola, e a Societá para a área industrial.

 

Lethicia (primeira à esquerda) foi uma das participantes do projeto que insere os jovens na indústria.

Cerradão

A usina Cerradão, localizada em Frutal (Triângulo Mineiro) iniciou a primeira turma Jovem Aprendiz em 2015 e já formou 106 alunos até o final de 2017, de 18 a 24 anos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-Minas). O foco da empresa tem sido a área agrícola e já foram contratados 12 jovens para diversas funções no campo.

De acordo com a analista de Recursos Humanos, Mirian Renata Barbieri de Moraes, a empresa já se encontra com a terceira turma em formação, iniciada em março deste ano. “Eles entram em contato com todo sistema agrícola, desde o preparo do solo e plantio da cana, até o processo de CCT (corte, carregamento e transporte)”, destaca.

 

Os cursos têm duração de um ano com uma carga horário de 430 horas, cerca de cinco meses de aulas teóricas a cargo do Senar-Minas e os outros cinco meses na usina. “É muito bom ver o entusiasmo dos jovens envolvidos com o trabalho, além de uma oportunidade de ganho de experiência e responsabilidade”, diz Mirian Renata.

Santo Ângelo

A usina Santo Ângelo conta com o “Programa Jovem Aprendiz” desenvolvido em parceria com Senai de Uberaba desde 2012 e, a partir de 2016, teve a colaboração da Prefeitura de Conceição das Alagoas. Já ocorreram seis contratações para a área industrial, agrícola e administrativa.

De acordo com Fernanda Batista Tomain, da área de RH, em janeiro deste ano, a empresa abriu novas 45 vagas para participação na área de manutenção mecânica de máquinas agrícola, que ocorre na cidade de Conceição das Alagoas.

“Mais 23 vagas para participação no programa foram abertas para iniciar este mês em Uberaba”, diz Renata. As áreas disponibilizadas são eletricidade de automóveis, manutenção mecânica de automóveis e instalação elétrica industrial, na cidade de Uberaba.

 

Renata diz que até este ano já foram formados mais de 300 jovens aprendizes pela empresa, propiciando-lhes melhores condições para acesso ao mercado de trabalho.

Delta Sucroenergia

A Grupo Delta Sucroenergia, localizado no Triângulo Mineiro, iniciou o programa “Jovem Aprendiz” no início de 2017, formando uma turma de 25 alunos na área de mecânica automotiva no início deste ano, quando realizou também duas contratações.

Este ano já iniciaram no programa mais duas turmas de 25 alunos cada em mecânica industrial e mecânica automotiva, que estarão formando no final do ano.

De acordo com a coordenadora de Recursos Humanos, Estela Gomide Nunes, a empresa prepara o projeto pedagógico e o processo seletivo e o Senai-Uberaba realiza os cursos para os jovens que já estiverem completando ou já tenham completado o ensino médio, na faixa de 17 a 23 anos.

 

Estela diz que o programa é muito importante pois desenvolve o jovem para o mercado de trabalho, com ganhos de responsabilidade e uma experiência que ele levará para toda a sua vida!

Agropéu

A Agropéu, localizada em Pompéu (região Central), inicia no “Programa Jovem Aprendiz” este ano”. A empresa ofereceu 20 vagas do curso "Aprendizagem Industrial em Instalação Elétrica Industrial", para o período de 30/07/2018 a 20/12/2019.

O programa Jovem Aprendiz não só cumpre as normas do Ministério do Trabalho, mas traz em seu conteúdo aprendizados que proporcionam ao jovem uma melhor condição para o início de sua carreira profissional e possibilidades de contratação.

Clique AQUI e veja o jornal Canavial na íntegra.