Moagem de cana-de-açúcar chega a 563,29 mi de toneladas; venda de etanol é recorde

Moagem de cana-de-açúcar chega a 563,29 mi de toneladas; venda de etanol é recorde

A Unica - União da Indústria da Cana-de-açúcar informou hoje (12) os dados referentes à safra 2018/19 até 31 de janeiro. Nos últimos quinze dias de janeiro, as agroindústrias do Centro-sul processaram 563,42 mil toneladas de cana. Já no acumulado da temporada a moagem é de 563,29 milhões de toneladas, volume inferior ao ciclo passado, quando comparado ao mesmo período (583,83 milhões de toneladas).

A produção acumulada de açúcar atingiu 26,36 milhões de toneladas, ante 35,83 milhões de toneladas no mesmo período de 2018. A fabricação de etanol alcançou, no acumulado, 30,29 bilhões de litros, dos quais 9,18 bilhões foram de anidro e 21,10 bilhões de hidratado. Este último representa um crescimento de 43,33% quando comparado ao volume acumulado na safra 2017/2018 (14,72 bilhões de litros).

A produção de etanol produzido a partir do milho totalizou 50,80 milhões litros na segunda metade de janeiro. No acumulado do mês, foram fabricados 614,48 milhões de litros, incremento de 56,82% na comparação com o volume verificado no mesmo período da safra 2017/2018 (391,85 milhões).

De acordo com a Unica, 4 unidades processadoras de cana e 8 de milho permanecem em operação no Centro-Sul.


Venda de etanol hidratado é recorde

O relatório da Unica aponta que o volume de etanol hidratado comercializado no mercado interno pelas unidades produtoras do Centro-Sul somou 960,79 milhões de litros na segunda quinzena de janeiro de 2019. O volume representa um crescimento de 32,34% em relação à quantidade observada no mesmo período do ano anterior (725,99 milhões de litros).

No total de janeiro, as vendas de hidratado atingiram 1,83 bilhão de litros, maior valor já registrado para o primeiro mês do ano, com alta de 32,45% na comparação com janeiro de 2018 (1,38 bilhão de litros). "Para o mercado brasileiro, esse volume vendido é surpreendente se considerarmos que ele supera em 2,16% o montante comercializado em dezembro e, mais importante, que em janeiro historicamente se registra queda média de 13% no consumo total de combustíveis leves", explicou o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.
Rafaela Giomo
Fonte: Agência UDOP de Notícias