No 1º dia, Show Rural libera R$ 500 milhões de crédito a produtores

Evento começou nesta segunda, em Cascavel, oeste do Paraná. Show-Rural-Coopavel (Foto: Divulgação)

 

Maior parte do valor já estava em com negócios encaminhados e foram concluídos na abertura da feira

POR CARLA ARANHA, DE CASCAVEL (PR)*

Em seu primeiro dia, o Show Rural Coopavel, um dos principais eventos do agronegócio brasileiro, já comercializou cerca de R$ 500 milhões em crédito. A informação foi repassada por Dilvo Grolli, presidente do Conselho de Administração da feira. Ele explica que maior parte do valor é referente a negócios que já estavam encaminhados e foram concluídos na abertura do evento,que começou nesta segunda-feira (4/2) e vai até sábado (09/2).

A expectativa é que até o final do Show Rural sejam disponibilizados cerca de R$ 3 bilhões em crédito, R$ 500 milhões a mais do que no ano passado, pelos bancos e cooperativas de crédito participantes. Os recursos deverão ser utilizados para compra de máquinas, implementos, investimentos em tecnologia e cultivares.Estão presentes na feira instituições financeiras como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Santander, BRDE e as cooperativas de crédito Sicredi, Sicoob, Cresol e Credicoopavel.

O clima geral é de otimismo. A expectativa é que sejam comercializados entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhão em crédito durante a feira, segundo Grolli.. “Há um sentimento de confiança no crescimento da economia no curto e médio prazo, o que em grande parte explica a retomada dos investimentos no agronegócio”, complementa. “A quebra de safra da soja foi em parte compensada pelo aumento da produção de milho e a previsão de expansão de 2,5% na economia este ano está servindo de estímulo aos produtores”, diz Grolli.

O Sicredi estima que este ano a concessão de crédito por parte da cooperativa deverá registrar uma expansão de cerca de 15%. Somente no Show Rural, a expectativa é que sejam comercializados R$ 550 milhões em crédito, cerca de 60% a mais em relação ao ano passado. “Há uma demanda de crédito reprimida”, diz Manfred Alfonso Dasenbrock, presidente do Sincredi no Paraná. “Diante do cenário de recessão dos últimos anos, o produtor rural estava naturalmente mais cauteloso, o que já começou a mudar”.

Tecnologia

Uma das principais novidades da 31ª edição da feira é o Show Rural Digital, espaço dedicado à inovação e tecnologia. Cerca de 100 empresas, entre startups e companhias como Microsoft, HP, Cisco e Totvs estão reunidas em uma área de 2,8 mil metros quadrados para apresentar novos aplicativos e soluções tecnológicas voltadas ao agronegócio. O evento deste ano também centrou esforços em estimular a interação entre desenvolvedores de novas tecnologias.

Na manhã desta segunda, foi dada a largada para uma maratona de tecnologia que está sendo disputada por dez equipes. Os times são formados por programadores, designers, agricultores que são filhos de cooperados da Coopavel e gestores de empresas. O objetivo é criar soluções inovadoras para problemas do agronegócio. O resultado será divulgado ao final do evento.

* A jornalista viajou a convite da Ls Tractor, Sancor e Sicredi