Nova Alvorada do Sul lança exposição exclusiva para setor de cana-de-açúcar
13-05-2022

Encontro de tecnologia do campo, que termina hoje em Nova Alvorada do Sul (Foto: Divulgação)
Encontro de tecnologia do campo, que termina hoje em Nova Alvorada do Sul (Foto: Divulgação)

Evento vai acontecer em março e foi lançado durante encontro de variedades tecnológicas

Por Helio de Freitas, de Dourados

Nova Alvorada do Sul, a 116 km de Campo Grande, terá, a partir de 2023, evento anual para mostrar produtos, tecnologia e para fechar negócios voltados exclusivamente para o setor de cana, matéria-prima de etanol, bioenergia e do açúcar mais consumido no mundo.

A Expocanas foi lançada nesta quarta-feira (11), durante encontro de variedades tecnológicas do campo, que termina hoje. O projeto de lei criando a exposição multissetorial de Nova Alvorada do Sul já foi aprovado pela Câmara de Vereadores e vai acontecer anualmente no mês de março.

Para o prefeito José Paulo Paleari (PP), a Expocanas vai projetar a potencialidade de Nova Alvorada do Sul e da região no segmento produtivo. “A Expocanas vai ser vitrine para mostrar que a atividade sucroalcooleira e a agroindústria da cidade e da região têm papel relevante na economia de Mato Grosso do Sul”.

Segundo a prefeitura, com 92.861 hectares ocupados com cana-de-açúcar, Nova Alvorada do Sul ocupa a segunda posição no ranking de áreas plantadas em um único município em nível nacional.

Encontro – Iniciado ontem, o 2° Encontro de Variedades e Tecnológico de MS, que sediou o lançamento da Expocanas, ocorre na Fazenda Duas Irmãs, em Nova Alvorada do Sul. São 39 expositores presentes, entre eles 17 multinacionais.

O evento tem apoio da Agrícola MV, prefeitura, Ubyfol, Governo do Estado e de outras empresas do ramo. Pelo menos mil pessoas foram ao local no primeiro dia, incluindo alunos da rede municipal de ensino. Hoje ocorrem visitas aos campos de variedades de cana. O encontro termina à noite.

Nova Alvorada do Sul é sede da Usina Santa Luzia, operada pela Atvos. A indústria gera 1.620 empregos diretos e outros 4.800 indiretos. Tem capacidade de moagem de 5,5 milhões de toneladas de cana por safra com produção de 420 milhões de litros de etanol e geração de 385 GWh (Gigawatt-hora) de energia elétrica a partir da biomassa.

 CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS