Plantio de cana na Índia, segundo maior produtor de cana do mundo

Luciana Paiva

A Índia é o maior consumidor de açúcar do mundo e segundo maior produtor de cana, com uma safra em torno de 360 milhões de toneladas. Quem planta cana na Índia é o produtor, são cerca de 30 milhões. As usinas não têm cana própria.
O plantio é manual e feito pela família, a área das propriedades gira em torno de 1,8 hectares. Antes de entrar com a cana a área é alagada três vezes, depois que a água seca, eles fazem leiras e colocam os toletes de cana um a um. E após o plantio, alagam novamente.
O fertilizante é lançado manualmente. Mas lá, fertilizante não falta, pois a Índia é um dos principais fornecedores mundiais do produto. A aplicação de defensivos também é rudimentar, sem precauções à saúde do aplicador e não há recolhimento no campo de embalagem de agroquímicos. É grande a incidência de plantas daninhas nos canaviais indianos, assim como pragas, sendo que a broca-da-cana é a principal.
O espaçamento das linhas de cana é de dois metros e dez, mas com cultivo de outras culturas, como soja e ervilha na entrelinha. Cerca de 70 a 80% da cana na Índia é irrigada, o principal método é a inundação, mas também há gotejamento.A irrigação acontece principalmente nos estados de Maharashtra e Karnataka, por isso, a cana nesta região apresenta produtividade em média de 74 toneladas por hectare, a média do país é de 70 t/h.
A cana na Índia, normalmente é renovada no terceiro corte, muitas vezes (dependendo se a cultura não está remunerando) a lavoura é substituída por outra logo após o primeiro corte.
CRISE NO SETOR CANAVIEIRO INDIANO
O setor canavieiro indiano também não vive um bom momento, tanto que deve apresentar redução naárea plantada com cana para safra 2014/15.
São diversos os problemas - como baixa margem das usinas, dívidas entre produtores de cana e usineiros, atraso no pagamento de subsídios e preços internos pressionados.
Isso tem evitado que o setor apresente um crescimento robusto nos últimos anos, havendo uma redução da produção de açúcar em 2013/14. E o cenário não é de melhoras.
Segundo informações de fontes locais, o novo ciclo produtivo (2014/15) pode sofrer uma redução de área nos principais estados produtores, maior direcionamento da produção para o Gur – um tipo de rapadura muito consumida na Índia.
Em relação ao primeiro ponto, as áreas com cana nova (40% da área) podem sofrer uma redução de até 15% em relação a esse ano. Isso teria um impacto de cerca de 5-7% no total cultivado.
O segundo ponto é causado por uma situação de sobreoferta no mercado interno. Estoques de passagem altos (ao menos 7 milhões de toneladas), possibilidade de importação e menores exportações podem estimular a extração desse produto com menor qualidade e consumo local.
Acompanhe a séria de reportagens sobre a cana na Índia, entre no site www.canaonline.com.br , aproveite para visualizar a revista CanaOnline ou baixar grátis o aplicativo para tablets e smartphones.