Produtor de cana não aplica calcário e nem gesso, prepara linha por linha de cana e tem média de produtividade de 120 tc/h
31-07-2020

Ricardo Ducatti Delarco, produtor de cana de Monte Azul Paulista, é o entrevistado da jornalista Luciana Paiva, editora da CanaOnline

O setor está sendo desafiado pelo produtor de cana Ricardo Ducatti Delarco para elevar a produtividade e a quantidade de cortes do canavial. Delarco produz cana em uma área de 2.400 hectares em Monte Azul Paulista, fornece cana para a Usina Nardini, de Vista Alegre do Alto. Apaixonado pela cultura canavieira, o produtor diz que “conversa com a cana” e, por isso, sabe o que ela precisa para liberar todo o seu potencial.

Adepto de práticas inovadoras, Delarco não joga calcário e nem gesso no canavial, prepara linha por linha de cana, realiza o preparo localizado e todo o processo é georreferenciado.

O produtor mão abre mão da Meiosi, pois segundo ele, reduz 25% os custos com plantio, além de entregar mudas com alta sanidade. Mas para plantar as linhas-mães que serão utilizadas na Meiosi, Delarco prepara antes uma Cantosi, onde são plantadas as mudas pré-brotadas que adquiriu. A partir da Cantosi, terá a cana para realizar a Meiosi, com isso seu custo com mudas para 1 hectare é de apenas R$ 200,00. A cultura intercalar é a Crotalária.

O resultado de suas práticas é muito positivo, sua média de produtividade nos últimos anos tem sido entre 107 a 112 toneladas de cana por hectare, entregando para a usina uma média 18 toneladas de açúcar por hectare. Nesta safra, sua meta é alcançar 120 toneladas de cana por hectare, com canaviais de 1 a 9 cortes, média de idade de 3,8 cortes.

Confira a entrevista de Delarco, conheça o passo a passo de sua receita para a obtenção de canaviais de alta produtividade e com no mínimo 7 cortes. E veja se concorda ou não com suas práticas.

https://www.facebook.com/canaonline.com.br/posts/2092042644272559