Programa de melhoria contínua chega a produtores da região de Araraquara
21-12-2018

Expectativa é que os mais de 550 fornecedores associados à Canasol participem do projeto, idealizado pela ORPLANA em parceria com a Solidaridad Network

Na última sexta-feira (14), a Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (Orplana) lançou oficialmente o Projeto MUDA Cana na Associação dos Fornecedores de Cana de Araraquara (Canasol), localizada no município paulista de mesmo nome. Atualmente, a entidade conta com 550 produtores associados que, juntos, produzem cerca de 1 milhão e 400 mil toneladas de cana-de-açúcar por safra.

O gestor executivo da Orplana, Celso Albano de Carvalho, explica que o MUDA Cana é um projeto que oferece suporte ao produtor canavieiro para lidar com os principais desafios da atividade, através de uma gestão eficaz e integrada, tornando o negócio lucrativo, competitivo e sustentável.

Uma das ferramentas de apoio ao projeto é o aplicativo “FarmingSolution”, desenvolvido pela Solidaridad Network – parceira da Orplana no programa. A gerente de projetos cana-de-açúcar da empresa, Aline Silva, ressalta que o software permite aos produtores rurais encontrar as informações necessárias para a melhoria de suas práticas, sejam elas de gestão, sustentabilidade, riscos ou produtividade. “O aplicativo será apenas uma das vertentes de abordagem junto aos fornecedores, expandindo a assistência técnica através do uso de soluções digitais e também criando um banco de dados que facilitará a identificação de gaps.”

Para o presidente da Canasol, Luís Henrique Scabello de Oliveira, o MUDA Cana será de grande valia para a entidade, pois irá fornecer as ferramentas necessárias para que os produtores possam resolver o principal problema que vem assolando a cadeia sucroenergética nos últimos anos: a diminuição de renda. “O baixo preço dos produtos da cana (açúcar e etanol), aliado ao aumento dos custos de produção, tiveram impactos significativos no bolso dos canavicultores. A renda, principalmente dos pequenos e médios produtores, está cada vez mais baixa.”

Diante deste cenário desfavorável, Oliveira acredita que o MUDA Cana poderá ser parte da solução, resgatando os bons tempos da atividade. “Para isso, o programa deve trabalhar em duas frentes. A primeira delas baseada no fortalecimento do associativismo, com vias de tornar as associações mais eficientes, permitindo que elas ofereçam mais opções aos associados. A segunda é voltada para os próprios produtores, que irão obter auxílio na busca pela sustentabilidade ambiental, social e econômica de suas propriedades.”

A Canasol foi a quarta associação ligada à ORPLANA a receber o MUDA Cana. A Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri (Assobari), Associação dos Fornecedores de Cana da Região Oeste Paulista (AFCOP) e a Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba (Socicana) já sediaram o lançamento do programa para seus associados.

Para 2019, a expectativa da ORPLANA é colocar em prática mais uma fase do MUDA Cana: a “faculdade do produtor rural”. A plataforma de Ensino à Distância (EAD) reunirá profissionais renomados que abordarão temas como: técnicas agrícolas, riscos na área comercial, precificação e a metodologia do Consecana. O programa deve, ainda, fornecer informações para o produtor realizar compras de maneira adequada, gerir suprimentos, melhorar os indicadores de produtividade e conhecer as legislações trabalhista, ambiental e tributária.

Fonte: CanaOnline