Programa Mais Cana da Biosev visa fortalecer relacionamento entre o fornecedor e a usinavoltar

Publicado em : 27/07/2016
Programa Mais Cana da Biosev visa fortalecer relacionamento entre o fornecedor e a usina
Becker: produtos, serviços e transferência de tecnologia aumentando a competividade do fornecedor

A Biosev conta com 1200 fornecedores de cana, das 31 milhões de toneladas moídas na última safra, a cana dos fornecedores respondeu por 1/3. Só o polo Ribeirão Preto, representa 73% da cana produzida pelos fornecedores. Manter esses parceiros e auxiliá-los a aumentar a produtividade e a melhorar a qualidade da matéria-prima é parte importante da gestão da empresa.

“Estamos numa cadeia, portanto não existe usina sozinha. Somos nós, mais os fazendeiros que são os parceiros, fornecedores de cana, fornecedores de insumos e colaboradores. Se quisermos algo sustentável temos que trabalhar todas as dimensões”, salienta Rui Chammas, diretor-presidente da Biosev.

Em 2011, a Biosev criou o Programa Mais Cana, com o objetivo de fortalecer e estreitar o relacionamento entre o fornecedor e a usina, para incentivar o aumento da produtividade e a redução de custos. “O Programa iniciou com um pacote de benefícios nas áreas de defensivos, fertilizantes, mudas sadias, crédito, ração, transferência de tecnologia e plantio. Hoje, além desses seis, temos mais três: repasse de cereais e de áreas, compra de ICMS e de diesel e etanol”, diz Walter Becker, diretor de Originaçăo da Biosev.


A missão do Programa, de acordo com Becker, é oferecer produtos, serviços e transferência de tecnologia aumentando a competividade do fornecedor. A visão é ser um programa de referência no setor trazendo a maior geração de valor aos fornecedores. E o valor do programa é respeitar o cliente e fortalecer a nossa relação e a sustentabilidade do negócio. O Programa Mais Cana é realizado nos cinco polos de produção da Biosev.


O QUE O PROGRAMA MAIS CANA JÁ FEZ EM QUATRO ANOS NO POLO RIBEIRÃO PRETO


- De 2011 a 2015, implantou 15 mil hectares de fornecedor usando toda a estrutura da Biosev.
- Adiantou R$ 50 milhões para financiar o plantio para os fornecedores. Foram atendidos 130 fornecedores, o que envolve 1,5 milhão e meio de toneladas de cana.

- A Biosev comprou R$ 7 milhões de ICMS de fornecedor. Atualmente, essa ferramenta do ICMS é usada por 35 fornecedores, o que é muito pouco perto do do número de fornecedores da empresa;

- A Biosev repassou 9,300 mil hectares para plantio de cereais, sendo que 14 fornecedores utilizam esse benefício para plantar amendoim e soja nas áreas de reforma da usina.

- Venda de insumos - no caso do Polo Ribeirão Preto - a parceria é com a Coopercitrus. Ao todo, foram vendidos R$ 19 milhões ou 16 mil toneladas de fertilizantes e R$ 7 milhões em defensivos. Na safra passada, 242 fornecedores utilizaram esse benefício, o que envolveu 2 milhões de toneladas de cana de fornecedores. “Uma novidade na ferramenta de venda de fertilizantes e defensivos que estamos agregando é o conceito de Barter. Para quem não sabe, o termo consiste em negociações baseadas em troca de mercadorias. Não tem dinheiro envolvido, pois trocamos mercadorias. Fornecemos insumos e vocês a cana. A campanha de Barter na Biosev é pagamento de insumos por meio da entrega da cana, sem interligação de dinheiro”, explica Becker.

- O Programa Mais Cana oferece também ciclos de palestras abertos aos fornecedores para que haja transferência de conhecimento e de tecnologias

Veja mais informações na editoria Capa da edição 34 da revista digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •