Quase 80% das máquinas agrícolas que saem de fábrica já são autônomasvoltar

Publicado em : 03/10/2018
Quase 80% das máquinas agrícolas que saem de fábrica já são autônomas
Axor trabalha 24 horas por dia na Agro Caiana

Se o caminhão com direção autônoma é uma novidade no campo, o mesmo não acontece com as máquinas agrícolas, como as colhedoras de cana

Há poucos dias, chamou a atenção a notícia de que o extrapesado Axor 3131 é o primeiro caminhão Mercedes-Benz com direção autônoma a ser utilizado numa operação diária regular no Brasil. A novidade acontece nos canaviais da Agro Cana Caiana, na região de Lençóis Paulista.

Depois de vários estudos, chegaram à conclusão de que o caminhão, em substituição a tratores, é a melhor solução para acompanhar a colhedora na colheita da cana: agiliza o processo de transbordo dentro das fazendas, trazendo mais produtividade, menos consumo de combustível e menor custo operacional.

E o caminhão, ao receber a tecnologia da direção autônoma, trouxe muito mais precisão ao processo de colheita e transbordo. A central de operações da Agro Cana Caiana cria, em seus computadores, as rotas de produção por meio de georreferenciamento, controlando a colhedora e o caminhão no campo via satélite. Com alta precisão de centímetros, o caminhão só circula por onde o sistema indica, aumentando assim a produtividade da operação. Com uma bitola maior, até 3 metros, o caminhão opera sem passar por cima das áreas de plantio, preservando o solo e os brotos das futuras plantas.

E há mais ganhos com o Axor 3131 com direção autônoma em relação aos tratores: até 50% de redução no consumo de combustível, 40% a menos no consumo de lubrificantes e 30% a menos no custo de reparo e manutenção.

O novo Axor 3131 atua lado a lado com as colhedoras de cana, também de condução autônoma, que fazem a colheita e o corte, já lançando a cana picada diretamente na carroçaria do caminhão. A velocidade média dos veículos gira em torno de 6 km/h na área da colheita.

Terminado o carregamento, o motorista assume o controle do Axor para a etapa de transbordo aos treminhões, ou seja, o descarregamento da carga nos caminhões de maior capacidade, que completam o ciclo de transporte levando a cana às usinas de açúcar e etanol.

Se o caminhão com direção autônoma é uma novidade no campo, o mesmo não acontece com as máquinas agrícolas, como as colhedoras de cana, segundo Paulo Herrmann, presidente da John Deere, atualmente 80% das máquinas que saem de fábrica já são autônomas. “Os operadores não colocam mais a mão no volante. Cada vez mais, os treinamentos não são para formar operadores de máquinas, mas profissionais que consigam interpretar os dados fornecidos pelas máquinas durante as operações.”

Veja mais informações na revista Digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.

 


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •