Tecnologia de ponta e melhoria da gestão dos canaviais melhoram índices da Biosevvoltar

Publicado em : 25/07/2016
Tecnologia de ponta e melhoria da gestão dos canaviais melhoram índices da Biosev
A Biosev já tem 100% de piloto automático no plantio mecanizado

Na safra 2015/16 a empresa apresentou aumento da produtividade dos canaviais de 14%

A incorporação de tecnologia nas atividades agrícolas, combinada com a melhoria da gestão dos canaviais, propiciou à Biosev, segunda maior processadora global de cana obter uma evolução significativa dos indicadores operacionais. Como o aumento da produtividade dos canaviais em 14%, além da realização do maior volume de moagem e da maior taxa de utilização de capacidade das últimas cinco safras, 31 milhões de toneladas e 85%, respectivamente.

Entre as iniciativas utilizadas pela Biosev estão a totalidade do canavial georreferenciado, o que assegura as condições necessárias para a automatização do plantio e da colheita, a utilização de veículos aéreos não tripulados (VANTs) para fins de identificação de falhas no canavial. A Biosev já tem 100% de piloto automático no plantio mecanizado, e espera alcançar 100% de piloto automático na colheita mecanizada até o final da safra 2016/17.

Além dessas tecnologias, que já são uma realidade em suas atividades, a companhia está desenvolvendo um projeto piloto de Agricultura de Precisão, cujo objetivo é adequar seus processos às ferramentas de análise, recomendação e aplicação de insumos. As informações georreferenciadas possibilitam a elaboração de mapas para aplicação otimizada em taxa variável, permitindo melhor distribuição e maior controle, além da maior eficiência nos processos agrícolas. Os primeiros testes estão sendo realizados na unidade Santa Elisa para aplicação de corretivos de solo, e na unidade Vale do Rosário para os insumos de plantio através de controladores de vazão nas plantadoras, garantindo assim uniformidade da distribuição.

Na última safra, a empresa também implementou o projeto piloto de irrigação por gotejamento no Polo NE, na unidade de Estivas, no Rio Grande do Norte. Com essa tecnologia foi possível aumentar a produtividade e a longevidade do canavial, reduzir os custos de produção por tonelada de cana, e elevar a eficiência no aproveitamento da água e insumos.

Veja mais informações na editoria Capa na edição 34 da revista digital CanaOnline. No site www.canaonline.com.br você pode visualizar as edições da revista ou baixar grátis o pdf.
Mas se quiser ver a edição com muito mais interatividade ou tê-la à disposição no celular, baixe GRÁTIS o aplicativo CanaOnline para tablets e smartphones - Android ou IOS.


Fonte: CanaOnline
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •